É da nossa conta!
É da nossa conta!
É da nossa conta!
É da nossa conta!
É da nossa conta!
É da nossa conta!
É da nossa conta!
É da nossa conta!

É da nossa conta!

Entre 2012 e 2014 trabalhamos ativamente no engajamento de influenciadores digitais para a mobilização online contra o trabalho infantil e pela conscientização do trabalho adolescente protegido. A convite da Fundação Telefônica Brasil, em parceria com OIT e Unicef, atuamos desde o embrião da campanha “É da Nossa Conta”.

Anualmente participamos da formatação das campanhas e atuamos em especial num produto que é um dos mais queridos da Otagai: fomentar e mediar debates no universo virtual, buscando alcançar mais pessoas por meio da internet e das redes sociais. Formamos com este projeto uma ampla rede de influenciadores com vocação para o social e com interesse em participar ativamente como voluntários para repensar nossa sociedade, melhorando e mudando o que coletivamente entendemos como longe do ideal.

Parte das ações aconteceu presencialmente, como os eventos de lançamento da campanha audiência pública na ALESP que encerrou oficialmente as ações oficiais de 2012 da campanha colaborativa É da Nossa Conta! Trabalho Infantil e Adolescente. A Audiência contou com a presença do UNICEF, da Fundação Telefônica, do deputado estadual Carlos Bezerra Jr. (vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos do parlamento paulista e líder de seu partido), dos adolescentes da ONG Viração, Mike Pereira e Stephanie Pereira, de jornalistas especializados e de lideranças e especialistas da área.

A ideia da campanha era mobilizar parceiros, governo e a sociedade. Desenhamos ações especificas para cada público alvo: famílias, empregadores e os próprios jovens, para sensibilizar a sociedade a fim de reconhecer as formas de trabalho infantil e os locais onde ele acontece, estimulando todos a buscarem alternativas a esse problema, além de paralelamente conscientizar empregadores sobre o que é o trabalho adolescente protegido e a ilegalidade do trabalho infantil. Dentre nossas atividades, em datas especiais da campanha, como o Dia Internacional de Combate à Erradicação do Trabalho Infantil (um dia complicado para emplacar campanhas no Brasil, pois coincide com o Dia dos Namorados, 12 de junho!), realizamos 4 Tuitaços com hashtag #trabalhoinfantil. 

Dos 4 Tuitaços, que envolveram 2 mil e 900 menções em 950 perfis envolvidos com alcance de 8 milhões e 300 mil de usuários, lançamos o tema para muitas pessoas que naturalmente não se envolveriam com o assunto, pois conquistamos o Trending Topics Brasil, ou seja, estivemos entre os assuntos mais comentados no Twitter no momento e fomos agraciados com o destaque Hashtag do Bem no youPix Festival 2013.

Depois aprofundamos o debate, esmiuçando o tema, criando sinergia na conversa online entre especialistas e ativistas ligados à causa infantil com cidadãos comuns, pais e mães, avós e tios, além de professores e jovens, usando o Facebook, em fóruns semanais que aconteciam na fanpage do Prometido, braço da Fundação Telefônica para este tema. Concentramos o a “conversa” em 1 hora, debatendo um tema principal relacionado ao trabalho infantil,  multiplicando exponencialmente o alcance das publicações da fanpage, trazendo novos interlocutores, fãs e sobretudo pessoas que falavam sobre as diretrizes da campanha, disseminando-as organicamente nas suas redes de contatos.

Criamos e moderamos 57 fóruns, que geraram 39.589 curtidas, 8.643 compartilhamentos, gerando 3.891 comentários e envolvendo 20 mil perfis de Facebook. Um dos destaques foi nosso papo sobre Propostas Jovens, em 2013, no qual reunimos jovens e contamos com apoio de rappers, alcançando  4,7 milhões de usuários.

Em 2012, fizemos ainda uma Blogagem Coletiva, reunindo 66 blogs com um alcance extraordinário: 128.614 seguidores no twitter; 134.445 fãs em fanpages. Os posts reunidos alcançaram 336 recomendações no Facebook; 50 recomendações no G+; 98 compartilhamentos dos posts no Twitter; 219 comentários nos posts; sendo que 80% dos posts utilizaram o selo da blogagem; 26% incorporaram vídeos da campanha.

Para completar, absorvemos uma ferramenta nova na época e que deixava muita gente com medo de arriscar: os hangouts on air do youtube via Google+.

Criamos o perfil corporativo do Promenino nesta rede social em 2012 e transmitimos 7 conversas ao vivo reunindo especialistas na defesa da infância, como o juiz André Tuma, e cidadãos comuns, influenciadores que participavam das nossa ações.

Temos muita história boa e gente do bem conectada nesta causa. Veja nas fotos da nossa fanpage e pense em como esse grupo pode fazer diferença na sua causa também!